Há uma pessoa que pode restaurar sua casa: o Senhor Jesus Cristo

"Assim que chegaram onde estavam os demais discípulos, observaram um grande aglomerado de pessoas ao redor deles e os mestres da lei discutindo com eles. Logo que a multidão percebeu Jesus, tomada de surpresa correu para Ele e o saudava. Então, Jesus dirigiu a palavra aos escribas e os inquiriu:
-- O que discutíeis com eles?
Contudo, um homem, no meio da multidão, replicou:
-- Mestre! Trouxe-te o meu filho, que está tomado por um demônio que o impede de falar. Onde quer que este o toma, joga-o no chão. Então ele espuma pela boca, range os dentes e fica todo enrijecido. Roguei aos teus discípulos que expulsassem o tal espírito, mas eles não conseguiram.
Admoestou-lhes Jesus:
-- Ó geração sem fé, até quando estarei Eu junto a vós? Até quando vos suportarei? Trazei-o a mim!
E logo o trouxeram. Assim que o espírito viu Jesus, no mesmo instante provocou uma convulsão no menino. Este caiu no chão e começou a rolar, espumando pela boca. Então Jesus indagou ao pai do menino:
-- Há quanto tempo isto lhe está acontecendo?
E o pai declarou:
-- Desde a infância. Muitas vezes esse demônio o tem jogado no fogo e na água, para matá-lo. Todavia, se Tu podes fazer algo, tem compaixão de nós e, de alguma maneira, ajuda-nos!
-- Se podes?-- contestou-lhe Jesus, -- Tudo é possível para aquele que crê!
Imediatamente o pai do menino asseverou:
-- Creio! Ajuda-me a vencer a minha falta de fé.
Percebendo que o povo estava se ajuntando, repreendeu o espírito imundo, determinando:
-- Espírito mudo e surdo, Eu te ordeno: Deixa este jovem e jamais o tomes novamente!
Então o demônio berrou, agitou o jovem violentamente e o abandonou. O menino ficou desfalecido, a ponto de todos afirmarem:
-- Ele morreu!
Entretanto Jesus, pegando a mão do menino, o levantou, e ele ficou em pé. Mais tarde, quando Jesus estava em casa, seus discípulos o consultaram em particular:
-- Por que razão não fomos capazes de expulsá-lo?
E Jesus lhes advertiu:
-- Essa espécie de demônios só é expelida com oração e jejum." (Mc 9.14-29)

 

 

 

Cubra-se com o revestimento que vem da parte do Senhor

"Na minha primeira defesa, ninguém se fez presente para me ajudar; pelo contrário, todos me desampararam. Contudo, que isto não lhes seja imputado em juízo. Todavia, o Senhor permaneceu ao meu lado e me abençoou com forças para que por meu intermédio a Mensagem fosse plenamente proclamada, e todos os que não são judeus a ouvissem. E eu fui livrado da boca do leão! Assim, o Senhor me livrará também de toda a obra maligna e me conduzirá a salvo para o seu Reino celestial. A Ele seja a glória para todo o sempre. Amém!" (2Tm 4.16-18)

 

 

 

 

 

Prezados Irmãos,

A partir desta semana, a Palavra ao Internauta será disponibilizada em vídeo. Aproveitem!

"Quando saíres à peleja contra teus inimigos, e vires cavalos, e carros, e povo maior em número do que tu, deles não terás temor, pois o SENHOR teu Deus, que te tirou da terra do Egito, está contigo." (Deuteronômio 20:1)

 

 

 

 

 

"Entrementes, os que foram dispersos iam por toda parte pregando a palavra." (At 8:4)

 

Impressiona-me, querido internauta, a capacidade de superação de algumas pessoas que, mesmo tendo a vida em risco, mantêm seu ânimo elevado. Filipe, um dos discípulos de Jesus, é uma dessas pessoas. Ele, que foi escolhido para ser diácono da igreja primitiva, vivenciou momentos dificílimos em Israel. O assassinato de seu irmão em Cristo e amigo Estêvão e a perseguição contra a igreja, impostos pelas autoridades religiosas de Jerusalém, são exemplos dos sofrimentos que ele vivenciou. Mas Felipe, prezado leitor, contrariou as expectativas daqueles que queriam vê-lo acuado, desanimado e sem coragem para testemunhar a respeito de Jesus. Surpreendentemente, Filipe ainda encontrava motivação para pregar a palavra de Deus por onde passava.

O capítulo 8 de Atos dos Apóstolos comprova a importância do seu ministério. Em Samaria, por meio de Filipe, Deus salvou, curou e libertou muitas vidas naquela cidade, resultando em grande alegria para o povo (vv. 5-8). Também no caminho entre Jerusalém e Gaza, Deus pôde contar mais uma vez com a disposição de Filipe para salvar e batizar um oficial da rainha da Etiópia (vv. 26-38). E não foi só isso: Filipe continuou sendo usado por Deus para evangelizar outras cidades (v. 40), apesar das perseguições que ele e outros discípulos de Jesus enfrentavam.

Acredito que Deus se agrada quando agimos como Filipe, que era um homem de boa reputação, cheio do Espírito Santo e de sabedoria (At 6:3). O Senhor não ignora as dificuldades e os problemas que às vezes sobrevêm a você e a mim; mas pede para que confiemos nele e sejamos suas testemunhas. Você e eu não devemos nos entregar às dificuldades como se não houvesse mais solução para elas, pois Deus é quem dá ordem ao caos (Gn 1:2-3). Ele chama à existência aquilo que ainda não existe (Rm 4:17) e todas as coisas sustenta com a sua poderosa palavra (Hb 1:3).

Ao invés de ficar acuado, prezado leitor, permita que o Espírito de Deus o guie pelas ruas e pelas cidades a anunciar a Cristo. A vida de Filipe é apenas uma das várias provas existentes na Bíblia de que é possível cumprir a vontade de Deus em meio aos muitos problemas. Com fé em Jesus, você e eu conseguiremos superar cada obstáculo. E tudo isso faremos porque Deus é fiel!

 

Albert Iglésia

 

 

Correntes ineficazes

 

Outro dia, prezado internauta, recebi de uma colega de trabalho, por e-mail, uma dessas “correntes” que nos garantem alguns benefícios infalíveis em nome de Deus. Quero compartilhá-la aqui com você, pois imagino que você também já deva ter sido destinatário de mensagens semelhantes.

 

“DEUS ME PEDIU QUE DISSESSE A VOCÊ...

Que tudo irá bem consigo a partir de agora. Você tem sido destinado para ser uma pessoa vitoriosa e conseguirá todos os seus objetivos. Nos dias que restam deste ano, todas as suas agonias se dissiparão e chegará a vitória.

Esta manhã bati na porta do céu e DEUS me perguntou: "Filho, que posso fazer por você?". Respondi: "Pai, por favor protege e bendiz a pessoa que está lendo esta mensagem". DEUS sorriu e confirmou: "Petição concedida".

Leia em voz baixa: "Senhor Jesus, perdoa meus pecados. Eu te amo muito e te necessito sempre. Tu estás no mais profundo de meu coração, cobre com teu sangue precioso a minha família, minha casa, meu lugar, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos e a meus amigos".

Passe esta oração a 7 pessoas, no mínimo. Receberás um milagre amanhã. Não o ignore.”

 

É maravilhoso saber que outras pessoas também percebem o amor e a misericórdia de Deus e com isso se alegram. Deus, de fato, é bom para todos: “Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia.” (Salmo 34:8).

Mas o que dizer da seguinte afirmação do próprio Senhor Jesus: “... no mundo tereis aflições ...” (João 16:33)? Na realidade, caro leitor, Deus não isenta ninguém de problemas. Você mesmo já deve ter passado por momentos angustiantes na vida, certo? A verdade é que a Palavra de Deus não fornece amparo a esses tipos de “correntes”.

Os profetas e os apóstolos enfrentaram lutas de várias ordens. Até Jesus Cristo passou por aflições: “... começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte... prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.” (Mateus 26:37-39).

Para concluir, devo ressaltar que, apesar da luta, Deus nos garante socorro e vitória. Nisso podemos confiar. Aleluia! E para que desfrutemos da promessa divina, é necessário crer no seu Filho e nele descansar. Somente por meio de Jesus Cristo, e de mais ninguém, as promessas de Deus poderão tornar-se realidade na sua vida.

Leiamos juntos João 16:33 completamente: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”

 

Albert Iglésia